em Artigos

A albumina é uma proteína intrínseca, ou seja, produzida pelo nosso corpo, mais precisamente pelo fígado e exerce diversas funções que asseguram o bom funcionamento de todo organismo. Grande parte da função da albumina é atuar como uma “carregadora” de substâncias, se ligando a compostos hidrofóbicos que não se ligam facilmente com a água e colaborando para que eles sejam transportados adequadamente pela corrente sanguínea.

Há algum tempo atrás, muitos atletas consumiam, com frequência, grandes quantidades diárias de clara de ovo, pura e em jejum, mas por conta do risco de intoxicação alimentar por salmonella, uma bactéria que pode estar presente no ovo cru, é que se foi adotando o consumo da albumina em pó. Além de mais fácil de ingerir, a albumina sob a forma de pó, é mais segura e não traz riscos a saúde.

A suplementação com albumina nada mais é do que a nutrição fornecida pela clara do ovo, só que, na forma desidratada (pó). Este é um alimento hiperprotéico, preparado à base exclusivamente de proteína, que possui alto valor biológico (boa e lenta absorção) e contém aminoácidos essenciais e não essenciais, além das vitaminas do complexo B e 12, minerais como zinco e manganês.

Por ter uma digestão mais lenta que outros nutrientes, a albumina aumenta o período de saciedade, contribuindo assim para a perda de peso.

A albumina também está relacionada com a coagulação. Ela melhora essa função, evitando sangramentos, além de auxiliar nos processos de cicatrização.

Em estudos recentes foi comprovado a sua eficácia em portadores de doenças crônicas que envolvem o fígado. Nos casos em que a albumina é deficitária pela insuficiência do órgão, a suplementação preenche a disfunção orgânica, tornando-se um grande benefício para o tratamento.

A SUPLEMENTAÇÃO COM ALBUMINA NADA MAIS É DO QUE A NUTRIÇÃO FORNECIDA PELA CLARA DO OVO, SÓ QUE, NA FORMA DESIDRATADA (PÓ).

A albumina, devido à sua alta digestibilidade, é reconhecida como a mais rica proteína animal, por isso, na prática de atividades físicas, ela tem o papel fundamental de regeneração e crescimento muscular. Esse suplemento também é um excelente aliado na recuperação muscular, após treinos muito intensos, além de ajudar na recuperação de pequenas lesões. Praticantes de musculação, que têm como meta o crescimento e a definição dos músculos, associam o consumo da albumina aos seus treinos diários. Os atletas em geral também buscam na albumina um suporte de força física. Fonte de aminoácidos essenciais, em boas quantidades para a reposição de proteínas, durante o movimento físico, ela se configura como um excelente repositor de energia.

Para se consumir de forma segura a albumina, é recomendável a orientação de um profissional da nutrição, pois nem todos os corpos necessitam do suplemento para ganhar massa muscular, além do que um suplemento nem sempre tem o mesmo efeito em pessoas diferentes.

POR TER UMA DIGESTÃO MAIS LENTA QUE OUTROS NUTRIENTES, A ALBUMINA AUMENTA O PERÍODO DE SACIEDADE, CONTRIBUINDO ASSIM PARA A PERDA DE PESO.

A suplementação alimentar de proteína e carboidratos normalmente é indicada para atletas que possuem um gasto energético alto demais, inviabilizando o consumo de proteínas e carboidratos através da alimentação. Porém, praticantes de atividade física, que possuem um gasto energético dentro da média, não necessitam de suplementação, uma dieta balanceada já é o suficiente para resultados positivos.

A melhor forma de se consumir a albumina é junto com sucos, água ou leite. Os horários de consumo vão variar de acordo com a rotina de cada um. Para quem tem um horário de treino estabelecido e pesado, o controle de ingestão deste tipo de substância pode ser essencial para o desempenho, isto é, através deste controle de balanceamento, em cada vez que se toma esta proteína, ela vai exercer uma função, que vai ser aproveitada no treino.

Logo após o treino é uma opção que substitui outros suplementos, como o Whey. Consumida após a musculação, a albumina irá proporcionar nutrientes para a recuperação muscular adequada e para atingir maiores ganhos de massa muscular.

Antes de dormir, é a melhor opção para quem quer ganhar massa muscular. Exatamente por ter absorção lenta, garante proteína para os seus músculos durante a noite toda. Proteínas de absorção mais lenta são conhecidas como “time-release”. A Albumina evita que o corpo entre no estado de catabolismo, quando o metabolismo acaba por usar a proteína muscular para suas funções vitais.

Outra dica para quem quer tomar Albumina é de manhã, quando o organismo vem de um período longo sem se alimentar, proporcionando boas proteínas para o decorrer do dia.

Portanto: de manhã e a noite são duas opções para o consumo para quem vai usá-la regularmente.

PARA SE CONSUMIR DE FORMA SEGURA A ALBUMINA, É RECOMENDÁVEL A ORIENTAÇÃO DE UM PROFISSIONAL DA NUTRIÇÃO.

Como qualquer outro suplemento , quando usada em excesso, pode provocar uma sobrecarga dos rins e do fígado, causando diarreias e enjoos. Além disso, algumas pesquisas tem relacionado o excesso de proteínas a uma menor absorção de cálcio. Ela é contra indicada nos casos de hipertensão; varizes esofagianas; edema pulmonar; diátese hemorrágica; anemia grave; anúria renal e pós-renal; desidratação (a não ser que haja infusão simultânea de fluídos).

Como sabemos, a alimentação é um fator importante para o preparo da atividade física. É ela que fornece o suporte adequado para o esforço, doando os nutrientes necessários para o bom funcionamento orgânico e para atingir o resultado de um corpo belo e saudável. Porém, antes de fazer uso de qualquer substância nutricional, é recomendável buscar a orientação de um nutricionista que avalie a real necessidade e quantidade de uma possível suplementação.

 

Londrinatura – Comércio Varejista de Produtos Naturais.

www.londrinatura.com.br

Compartilhar:
Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário